Alexandre Grendene e seu irmão Pedro decidiram fechar – e já fecharam – 6 fábricas de sua Vulcabrás/Azaleia no Estado da Bahia.

Passarão a produzir na asiática Índia, onde há incentivos, mão de obra barata e melhor logística de transporte.

Pedro e Alexandre são os donos da Grendene, de Sobral, onde têm sete unidades de produção de calçados, as quais dão emprego a cerca de 25 mil pessoas.

Há outras unidades da Grendene em Fortaleza, Pacajus e Crato, que empregam cerca de 10 mil pessoas.

Os galpões e os terrenos que a Grendene recebeu como incentivos do Governo e das prefeituras baianas estão sendo devolvidos.

(via EGÍDIO SERPA, DIÁRIO DO NORDESTE)