Um homem de 40 anos foi preso por incendiar a casa onde morava com sua mãe, sua mulher e uma filha, em Vitoriana, distrito de Botucatu, na madrugada deste sábado. De acordo com testemunhas, o ajudante geral Jorge Gomes da Silva discutiu com a mãe, Júlia Maria da Silva, 64 anos, porque queria ir beber em um bar e ela não teria concordado.

Mesmo contrariado, o homem teria ido ao estabelecimento e prometido incendiar a casa quando voltasse, ameaça que acabou cumprida. O ajudante geral ateou fogo no sofá, e o incêndio tomou grandes proporções, destruindo todos os móveis, alguns ainda sendo pagos pela família. A mãe, a filha e a mulher de Jorge conseguiram fugir após os vizinhos arrombarem a porta.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para conter as chamas. Parte da casa ficou destruída. Jorge foi preso em flagrante pela Polícia Militar e levado à cadeia pública de Botucatu. “Ele foi preso pelos crimes de incêndio e violência doméstica e, agora, ficará à disposição da Justiça”, explicou o tenente Alexandre Cagliari.

O vizinho Riolando Franco Vieira, 44 anos, afirma que esta não é a primeira vez que Jorge causa problemas. “No ano passado ele já tentou matar a filha dele, uma menina de 16 anos. Ele ameaçou e disse que ia matá-la. A menina precisou fugir e ficar escondida na casa de uma amiga. A polícia chegou a ser chamada, mas ele ficou solto. Agora, finalmente, foi preso”, disse Riolando.

(Portal Terra)

Anúncios