Se o ano pudesse ser resumido pelos registros nas redes sociais, 2011 ficaria lembrado como o ano da morte de Osama bin Laden, da queda dos ditadores Hosni Mubarak, no Egito, e Muammar Kadafi, na Líbia, e do terremoto no Japão. Mas como o internauta não é de ferro, 2011 também foi o ano de Charlie Sheen, do futebol americano, do casamento real britânico e do videogame ‘Call of Duty: Modern Warfare 3’.

A morte do terrorista Osama bin Laden foi o tema mais comentado nas atualizações dos perfis dos usuários do Facebook em todo o mundo em 2011, informou na quarta-feira (07/12) a rede social. No dia 1º de maio, quase 10% de todas as atualizações publicadas em inglês mencionavam Bin Laden.

O segundo tema mais comentado foi a vitória do time de futebol americano Packers, na final da competição de futebol americano Super Bowl, em fevereiro. Na terceira posição, ficou Casey Anthony, a americana absolvida neste ano das acusações de homicídio em primeiro grau e de abuso infantil, com agravante pela morte de sua filha Caylee Marie Anthony, de apenas 2 anos, em 2008. O maior número de comentários registrados nas atualizações relacionadas com Casey Anthony ocorreu em 5 de julho, data de sua absolvição.

Após os três temas mais comentados, aparecem o ator Charlie Sheen, a morte do fundador da Apple, Steve Jobs, e o casamento real britânico. Outra morte, a da cantora inglesa Amy Winehouse, ocupou o sétimo lugar na classificação.

Completando o top 10, figuram, nesta ordem, o videogame “Call of Duty: Modern Warfare 3”, o começo das operações militares na Líbia e o furacão “Irene”.

No Brasil, os temas mais populares no Facebook tiveram relação com o esporte. Em primeiro lugar em 2011, aparece o UFC (Ultimate Fighting Championship), seguido pelo Vasco. Em quinto está o Flamengo, em sétimo o Corinthians e em décimo o Ronaldinho Gaúcho. A lista conta ainda com a morte de Amy Winehouse (3°), a morte de Osama Bin Laden (4°), o Exaltasamba (6°), o Slipknot (7°) e o Playstation 3 (9°).

Twitter
No Twitter, as hashtags mais utilizadas em 2011 se repetem em parte com os temas mais comentados do Facebook. No topo do ranking feito pelo microblog, aparece a queda do ditador Hosni Mubarak, #egypt. A segunda referência mais comum é Charlie Sheen, com a hashtag #tigerblood, expressão cunhada pelo ator. Em terceiro e quarto lugar, aparecem duas expressões: #threewordstoliveby (três lemas para se seguir na vida) e #idontunderstandwhy (eu não entendo o porquê).

A menção ao terrível terremoto ocorrido no Japão em março está na quinta posição, #japan. Uma outra expressão vem na sequência #improudtosay (eu tenho orgulho em dizer). Encerrando o top 10, estão #superbowl e #jan25, também uma referência à revolução no Egito.

(Com informações da Agência EFE)