Uma comitiva formada pelos diretores do Diário do Nordeste visitou, na manhã de ontem, a convite do governador Cid Gomes, o Centro de Eventos do Ceará (CEC). Em torno de 90% da obra já foi executada e a previsão de entrega é em maio de 2012. O total do investimento, incluindo os túneis de acesso, soma R$ 479,7 milhões.

Para mostrar as instalações aos diretores do jornal, o governador, acompanhado do secretário de Turismo do Estado, Bismarck Maia, fez uma visita guiada pelo equipamento, que chama atenção pela sua grandiosidade. Para se ter uma ideia, ele é 11 vezes maior que o Centro de Convenções e terá capacidade de receber até 48 eventos simultaneamente.

O secretário de Turismo destaca que não é só a capacidade que irá aumentar, mas a qualidade dos eventos que virão, colocando o Ceará no circuito dos grandes eventos realizados no País. Acrescenta que o Centro de Eventos faz parte de um projeto de macro estrutura turística que inclui duplicação de estradas, instalação de dois grandes aeroportos, no polo de Jericoacoara e Canoa Quebrada e a melhoria da microestrutura de municípios em localidades turísticas.

A expectativa agora é com a inauguração do equipamento e dos túneis de acesso, que deverão ser entregues no mesmo período. Dados da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) apontam que a Avenida Washington Soares possui o quarto maior fluxo de veículos da Capital, com média diária de 40.383 veículos.

Para evitar um colapso no trânsito, visto que o equipamento tem capacidade para receber até 30 mil pessoas em um único evento, estão sendo construídos quatro túneis de acesso subterrâneos de 9,5 metros de largura. Dois semáforos deverão ser eliminados, agilizando a entrada e saída para o Centro de Eventos e equipamentos vizinhos. As trincheiras de acesso estão orçadas em R$ 94,6 milhões e 78% estão concluídas. Para que a entrega ocorra na data prevista, 600 pessoas estão trabalhando no Centro de Eventos e 400 nos túneis de acesso.

O diretor de Programação do Sistema Verdes Mares, Edilmar Norões, disse que o que sentiu é que trata-se de um empreendimento que será referencial no setor turístico do País. “Eu diria que muitos países não possuem um Centro de Eventos como este”. Ildefonso Rodrigues, editor-diretor do Diário do Nordeste, destaca que o Ceará vai ficar à frente de todos os outros estados brasileiros pelo fato de ser um espaço moderno, que vai ocupar grandes eventos. “Estávamos perdendo eventos por não termos um espaço como esse”.

FIQUE POR DENTRO

CEC será o 2º maior da América Latina

O Centro de Convenções do Ceará foi inaugurado no ano de 1974. Sua primeira reforma ocorreu em 1989 e a segunda, 10 anos depois, em 1999.

Com mais de 15 mil metros quadrados de área edificada, o equipamento é, atualmente, a quarta área de exposição mais disputada do Nordeste, perdendo apenas para Salvador, Recife e Natal.

Com o turismo no Ceará crescendo fortemente nos últimos anos, o Estado começou a demandar uma área diferenciada para dar suporte a um número maior de eventos simultâneos e comportar um público de mais de 30 mil pessoas. Esta demanda será suprida com a entrega do Centro de Eventos do Ceará (CEC).

Com 176 mil metros quadrados de área construída, em terreno de 17 hectares, o CEC será o segundo maior da América Latina. A fachada terá cores e formas de falésias do litoral leste e sua estrutura lembra o bordado das rendeiras, que já ganhou destaque internacional.

LUANA LIMA – DIÁRIO DO NORDESTE