SÃO PAULO – Com inúmeras funções e disponíveis para todos os gostos, o telefone celular é um dos presentes mais procurados no Natal. Opções e modelos não faltam: tem aqueles com câmeras embutidas de alta definição, com softwares de última geração, tocador de MP3, jogos, entre inúmeras outras funções.

Mas será que o seu “presenteado” vai precisar usar tudo aquilo que o celular oferece? De acordo com o especialista em tecnologia da informação, Lucio Stoco, o primeiro passo para não errar na hora de escolher o modelo ideal de aparelho é saber como ele será usado.

“A maioria das pessoas não usa nem a metade das funções disponíveis no aparelho ou no plano contratado com a operadora”, afirma, lembrando que os aparelhos celulares deixaram de ser apenas um telefone. “Apesar de esta ser a função nominada e primária, estes aparelhos estão mais para canivete suíço do que para telefone móvel, tamanha é a variedade de funções que possuem”, brinca.

O especialista lembra que, dependendo da idade, algumas funções podem ficar mais atrativas do que as outras. “É cada vez maior o consumo destes aparelhos por crianças e adolescentes. E para este público, falar ao telefone é pouco atrativo. Eles gostam de ouvir músicas, de registrar momentos e, principalmente, dos jogos”, aponta. “Já para os adultos, o que os atrai é a possibilidade de fazer do aparelho uma extensão do seu trabalho, transformando o telefone num minicomputador, com leitor de e-mail, acesso à internet e gerenciador de compromissos”, continua o especialista.

Aparelhos mais desejados
Stoco ressalta que a ascensão da Apple fez do iPhone o aparelho de telefone móvel mais desejado entre os consumidores. “O iPhone é um tablet menor e com mais funções, mas, acima de tudo, o status proporcionado pela marca criada por Steve Jobs fez com que o produto despertasse tanto interesse, principalmente para aqueles acostumados ao uso de tecnologia e internet”, afirma.

Entretanto, ele afirma que apesar de ser objeto de desejo da maioria dos amantes dos “telefones-computadores”, o iPhone perde o posto de mais vendido para outras marcas, principalmente pelo preço. Segundo o especialista, a sul-coreana Samsung deve ser uma das principais escolhas este ano. “A Samsung inovou com o lançamento da linha Galaxy. Os aparelhos apresentam um bom desempenho das funções e atraem pelo design e, também, pelo preço, que é inferior ao do iPhone”, finaliza.

(INFO MONEY)