O carnavalesco João Clemente Jorge Trinta, conhecido como Joãosinho Trinta, de 78 anos, está internado em estado grave e respira com ajuda de aparelhos, informou em nota o Hospital UDI, em São Luís, no Maranhão.

Segundo o hospital, Joãosinho está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 3 de dezembro. Atualmente, diz o hospital, o carnavalesco está com um “quadro de insuficiência respiratória e sepse, evoluindo com instabilidade hemodinâmica”.

O hospital informou que ele apresenta ainda quadro de obstrução intestinal e deve passar por cirurgia nesta sexta-feira (16).

Mais cedo, procurada pela reportagem, a assessoria do hospital disse que não podia divulgar informações. Arley Mack, cuidador e que foi criado pelo carnavalesco, afirmou que a internação havia ocorrido na quinta-feira (15) devido a um quadro de pneumonia e que Joãosinho estava bem.

“Ele foi internado com suspeita de pneumonia e os médicos confirmaram. Joãosinho está bem, alegre, tranquilo. Ele continua entusiasmado com os trabalhos para o Carnaval 2012”, disse Mack no início da manhã, prevendo que ele tivesse alta na terça-feira (20).

Esta é a segunda vez que o carnavalesco é internado no Hospital UDI neste ano.Em maio, ele ficou 37 dias hospitalizado com quadro de pneumonia e insuficiência cardíaca. Joãosinho Trinta está no Maranhão atuando em projetos da Secretaria da Cultura para os 400 anos de São Luís, comemorados em 2012.

Veja a íntegra da nota divulgada pelo hospital:
“Boletim Médico- João Clemente Jorge Trinta
O Sr. João Clemente Jorge Trinta de 78 anos encontra-se internado na Unidade de Terapia Intensiva do UDI Hospital em São Luís, desde o dia 03/12/2011. O paciente, no momento, encontra-se com quadro de Insuficiência respiratória e sepse, evoluindo com instabilidade hemodinâmica.
Durante a internação evoluiu com quadro de obstrução intestinal com programação cirúrgica agendada para hoje.
Na avaliação clínica de hoje, seu estado de saúde é grave respirando com auxílio de aparelhos.
José Bonifácio Barbosa
Diretor Técnico do UDI Hospital”

(CORREIO DA BAHIA)