O superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Ceará (Dnit), Abner de Oliveira, anunciou ontem pacote de obras no valor de R$ 430 milhões para recuperação e manutenção das rodovias federais no Ceará. O programa prevê intervenções em nove BRs. O prazo para conclusão é de dois anos. Pelo cronograma, em 2012 serão realizadas obras de restauração e em 2013 será feita a manutenção.

Em junho, o então ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, esteve no Estado e anunciou investimentos de R$ 1 bilhão para restauração das BRs no Estado. Mas após se envolver em denúncias de corrupção, Nascimento deixou o Ministério e as licitações foram suspensas. Dessa vez, Abner de Oliveira garante que o programa irá sair do papel. “São recursos contemplados no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o que garante o cronograma regular e a continuidade das obras”. O superintendente diz que os recursos estão garantidos pelo Governo Federal, Ministério dos Transportes e Dnit.

Para o deputado federal Danilo Forte (PMDB), porém, “esse filme, a gente já viu”. O parlamentar, no entanto, considera, que “o que nos deixa otimista é o fato de que houve mudança no ministério. O que nos deixa pessimista é que a estrutura do Dnit no Estado é muito pequena para o volume de obras”, ponderou.

Segundo Angela Daniel, diretora do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística do Estado do Ceará (Setcarce), as BRs cearenses estão sofrendo há muito tempo. Ela diz que se comparada às rodovias federais de estados vizinhos as estradas cearenses são as piores. Angela diz que a situação faz com que o setor de transporte de cargas do Estado perca competitividade. Os produtores de uvas, por exemplo, têm evitado passar pelo Ceará para escoar a produção porque, devido aos buracos, as frutas chegam amassadas aos portos cearenses. “As dificuldades são grandes. E ainda há os prejuízos com manutenção e segurança”, diz.

Abner disse que uma das prioridades do programa é a recuperação da BR 020, pela grande movimentação de veículos de passeio e de carga, e por ser a via que faz a ligação com o Porto do Pecém.

ENTENDA A NOTÍCIA

Em junho, foi anunciado pacote de R$ 1 bilhão para recuperar as BRs cearenses, o que não ocorreu. O Dnit garante que agora a obra sai. Mas o deputado Danilo Forte acha a estrutura do Dnit local pequena para a empreitada.

(Bruno Cabral – O Povo Online)