Rogério Gomes – Enviado a Salvador
Portal Esportes O POVO

Nada aconteceu como planejado. Vitória do Cruzeiro em Sete Lagoas. Derrota do Ceará em Pituaçu. O Vovô está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2012. Uma tarde que a torcida alvinegra quer esquecer. Afinal, o time não cumpriu nem o dever de conseguir uma vitória fora de casa sobre o Bahia. Foi derrotado por 2 a 1, o que classificou os baianos para a Copa Sul-Americana.

O Ceará bem que começou a partida buscando o gol. Osvaldo e Marcelo Nicácio se articulavam bem no ataque, mas o goleiro Marcelo Lomba, do Bahia, estava bem no jogo. Aos 13 minutos, o Vovô foi surpreendido. Num chute certeiro de longe, Camacho abriu o marcador para os baianos. O goleiro Diego ainda pulou na bola, mas não achou nada.

A situação se complicava em Salvador, não só pela derrota parcial para o Bahia. Em Sete Lagoas (MG), o Cruzeiro aplicava uma goleada de 4 a 0 sobre o Atlético Mineiro ainda no primeiro tempo. Os jogadores do Ceará necessitavam de uma virada no placar em Pituaçu e de, pelo menos, um empate no jogo do interior mineiro. Um cenário pouco provável.

Para piorar, o Bahia chegou ao segundo gol. Lulinha ampliou para 2 a 0, aos 43 minutos. O elenco alvinegro ainda tentava não jogar a toalha. Felipe Azevedo, em boa jogada, diminuiu para 2 a 1, aos 45 minutos. Pouco depois, o árbitro terminou o primeiro tempo.

A falta de tranquilidade dos jogadores alvinegros se transferiu para as arquibancadas no início da segunda etapa. Torcedores alvinegros brigavam entre si. A Polícia Militar teve de intervir para acalmar os ânimos.

Em Sete Lagoas, o Cruzeiro marcou o quinto e sexto gols sobre o Atlético Mineiro. O rebaixamento do Ceará para a Série B 2012 já era fato consumado, porque o time azulão não poderia ser mais alcançado mesmo com uma virada do Vovô em Pituaçu.

Revoltado, um torcedor do Ceará ainda invadiu o gramado para cobrar satisfações dos jogadores alvinegros. Contido pelos policiais, o torcedor foi preso e retirado do estádio. No fim da partida, restou o lamento dos atletas e dos dirigentes do Vovô, que começa a pensar em 2012. Desta vez, na Segundona.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 2 X 1 CEARÁ

Local: Pituaçu, em Salvador (BA)

Data/hora: 4/12/2011 – 17h (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Fabio Pereira (TO)

RENDA/PÚBLICO: R$ 796,560 / 32.157 pagantes

GOLS: Camacho, 13’/1ºT (1-0); Lulinha, 43’/1ºT (2-0); Felipe Azevedo, 45’/1ºT (2-1)Cartões amarelos: Fabinho, Lulinha, Ávine (BAH); Marcelo Nicácio, Felipe Azevedo, Juca (CEA)

BAHIA: Marcelo Lomba; Marcos, Paulo Miranda (Danny Morais, Intervalo), Tite e Ávine; Marcone, Fabinho, Camacho (Nikão, 29’/2ºT) e Gabriel; Lulinha (Júnior, 14’/2ºT) e Souza. Técnico: Joel Santana

CEARÁ: Diego; Juca, Fabrício, Thiago Matias e Vicente; Heleno, Michel e Rudnei (Paulinho, 9’/2ºT); Felipe Azevedo, Marcelo Nicácio (Washington, 16’/2ºT) e Osvaldo. Técnico: Dimas Filgueiras.

(O POVO ONLINE)