A Secretaria de Saúde do Ceará confirmou nesta terça-feira que investiga casos suspeitos de contaminação do vírus H1N1 em municípios do sertão central do Estado. O diretor do Hospital Regional Doutor Eudásio Barroso, Josué Paiva, na cidade de Quixadá, confirmou que um estudante universitário com os sintomas da gripe A deu entrada na unidade. Outra suspeita está sob investigação no município de Mombaça, também no sertão cearense.

Um técnico no Ministério da Saúde esteve na tarde de ontem em Pedra Branca, município onde se iniciou um surto da doença no último fim de semana, na companhia do secretário de Saúde do Ceará, Arruda Bastos, para apurar o tratamento e mecanismos de prevenção ao H1N1. 

De acordo com a secretaria, um total de 284 casos estão sob investigação e 13 já foram confirmados. O governador Cid Gomes (PSB) afirmou que o Estado se esforça para evitar a proliferação do vírus em outros municípios, mas admite que não é possível impedir a transmissão da doença por completo.

O que preocupa a população dos municípios próximos é que pouca gente teve acesso às campanhas de imunização do governo federal em 2010 e 2011. Só em Pedra Branca, cerca de 17 mil dos 43 mil moradores foram imunizados, ou seja, 60% da população não está protegida contra o vírus da gripe A. Em todo o Ceará, segundo a Secretaria de Saúde, apenas 12,5% da população recebeu os anticorpos. No Brasil, o número de imunizações foi de 25 milhões, cerca de 13,4% do País.

(PORTAL TERRA)

Anúncios