O Ceará escapou neste domingo (27) de ser rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro e decide seu futuro na última rodada da competição. Jogando no estádio Presidente Vargas, contra o Cruzeiro (MG), o time empatou por 2 a 2 e fugiu temporariamente do rebaixamento.

Já o Corinthians (SP) venceu o Figueirense (SC) fora de casa, com um gol do atacante Liédson, e quase conquistou seu quinto campeonato brasileiro com uma rodada de antecedência. O time paulista contava com o empate do Vasco – seu concorrente direto – com o Fluminense por 1 a 1, no clássico carioca, mas o time vascaíno fez 2 a 1 aos 45 minutos do segundo tempo.

O campeão será conhecido na próxima rodada. O Corinthians tem 70 pontos – dois pontos a mais que o Vasco.

Ceará escapou no fim do jogo

Até os 36 minutos do segundo tempo o Ceará perdia por 2 a 1, de virada, e seria rebaixado para a Série B, mas um gol do zagueiro Daniel Marques igualou o placar e deu sobrevida ao time alvinegro. Aos 41 minutos o Vovô ainda teve chance de virar o placar, mas a zaga mineira conseguiu evitar.

No próximo dia (4) o Ceará vai a Salvador e, na última rodada, enfrenta o Bahia para tentar permanecer na Série A para o próximo ano. A partida será realizada às 16 horas, no estádio de Pituaçu.

Além de Ceará e Cruzeiro, ambos com 39 e 40 pontos, respectivamente, o Atlético Paranaense também tenta fugir do rebaixamento, com 38 pontos. O Avaí (SC), com 30 pontos, já está rebaixado. Dos três times, apenas um irá escapar da Série B de 2012.

O jogo

A tensão em campo marcou o pontapé inicial do duelo entre Ceará e Cruzeiro. Enquanto o clube mineiro tentava segurar a posse da bola, o Vovô arriscava ataques apostando na velocidade de Osvaldo.

Foi justamente em uma jogada individual do camisa 9 Alvinegro que o Ceará abriu o placar aos 20 minutos. Osvaldo recebeu na ponta direita, pedalou e passou bonito pela marcação para bater forte, sem chances de defesa para Fábio.

Mas não deu nem tempo da torcida comemorar. Na primeira resposta do Cruzeiro, Montillo cruzou a bola na área, a defesa do Ceará falhou e deixou Anselmo Ramon livre para desviar de cabeça e empatar o confronto, 1 a 1.

O Vovô continuou insistindo nas investidas de Osvaldo, mas a jogada sempre esbarrava na falta de sequência do atacante Roger, ou nas defesas de Fábio. O Cruzeiro arriscou muitos chutes de fora da área, errando o alvo constantemente.

Emoções no 2º tempo

Se durante o primeiro tempo o Vovô apresentou maior volume de jogo, o Cruzeiro voltou do intervalo disposto a definir a permanência na Série A. Assim, aos 16 minutos, Ortigoza, que havia acabado de entrar na partida, desvia cruzamento de Marquinhos Paraná e sacramentou a virada.

Mas o Ceará não descansou. Dimas Filgueiras apostou em colocar a equipe para frente e o resultado foi uma pressão sem tamanho. Assim, o Alvinegro conseguiu chegar ao gol de empate com o zagueiro Daniel Marques. Ele aproveitou um chutão e tocou na saída do goleiro Fábio, levando os torcedores no PV ao delírio aos 36 minutos.

Com o placar em igualdade, o jogo ficou aberto e as equipes continuaram buscando o gol, mas falharam na pontaria e o confronto terminou empatado.

(Diário do Nordeste)