Cinco pessoas foram presas na tarde deste domingo, 6, após tentativa de fraude ao concurso para agentes penitenciários, na Universidade Estadual do Ceará, no campus do Itaperi, em Fortaleza. 

Segundo a Assessoria de Comunicação da Sejus, foi feita uma revista logo na entrada para o exame, e um dos suspeitos foi preso com um aparelho eletrônico escondido no sapato. Os outros quatro foram presos no fim da prova, com os aparelhos escondidos na roupa. 

Os acusados foram levados para o Departamento de Inteligência da Polícia Civil para prestar depoimento. Há suspeita de que eles formem uma quadrilha especializada em fraudes desse tipo. Os cinco presos serão autuados por estelionato, por fraudar um concurso público. 

A ação contou com a participação da Coordedoria de Inteligência da Sejus e da Secretaria de Segurança Pública do Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS).

 Entenda a notícia 

O concurso conta com 800 vagas para agentes penitenciários. Ao todo, 25.762 pessoas foram inscritas para o certame. Foram 19.778 pessoas inscritas para as 640 vagas para o sexo masculino (concorrência de 30,9 candidatos por vaga) e 5.984 pessoas do sexo feminino para as 160 vagas (concorrência de 37,4 candidatas por vaga). A primeira prova foi realizada neste domingo, 6, das 9h às 13h.

(O Povo Online)