O câncer diagnosticado na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é tão agressivo quanto os médicos imaginavam inicialmente. Devido ao seu tamanho – entre 2 e 3 cm – a cirurgia para retirá-lo foi descartada e o tratamento ambulatorial foi indicado. As informações são da GloboNews.

O câncer foi localizado na parte de cima da glote – a supraglote – e uma cirurgia nesta região poderia ter como consequência a retirada das cordas vocais e uma traqueostomia para facilitar a respiração. Como o tumor foi considerado curável com sessões de quimioterapia e radioterapia, a equipe médica optou por descartar esta cirurgia mais radical.

Apesar de o câncer não ser dos mais agressivos, a quimioterapia a que o ex-presidente será submetido é considerada pesada. Ele inclusive teria perguntado aos médicos se perderia o cabelo, o que foi confirmado. Lula passará por três sessões de quimioterapia, de 20 em 20 dias, além de sessões de radioterapia. Este tratamento será ambulatorial, ou seja, ele será liberado para voltar para casa em seguida. No total, durará três meses.

Segundo os médicos, Lula teria recebido a notícia de que estava com câncer ontem. Ele teria se mantido sereno e perguntado detalhes sobre o tratamento. Neste momento, o ex-presidente segue internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após uma pequena intervenção para a realização de uma biopsia para definir o tipo de carcinoma. Ele deverá ser liberado no início desta noite. A previsão é que o resultado desta biopsia saia dentro de três a cinco dias.

Lula, que completou 66 anos na última quinta-feira, teria se queixado, durante sua festa, de dores e rouquidão maior do que a normal. Seu médico, que participava das festividades, teria então marcado exames para a sexta-feira, quando foi diagnosticado o câncer. Segundo levantamentos, quase 100% dos casos de câncer na laringe tem como causa o fumo. Lula tinha o hábito de fumar cigarrilhas.

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pelo hospital:

“BOLETIM MÉDICO

29/10/2011

11h00

O Ex-Presidente da República, Sr. Luís Inácio Lula da Silva realizou exames no dia de hoje no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, tendo sido diagnosticado um tumor localizado de laringe.

Após avaliação multidisciplinar, foi definido tratamento inicial com quimioterapia, que será iniciado nos próximos dias. O paciente encontra-se bem e deverá realizar o tratamento em caráter ambulatorial.

A equipe médica que assiste o Ex-Presidente é coordenada pelos Profs. Drs. Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff, Artur Katz, Luiz Paulo Kowalski, Gilberto Castro e Rubens V. de Brito Neto.

Dr. Antonio Carlos Onofre de Lira

Diretor Técnico Hospitalar

Dr. Paulo Cesar Ayroza Galvão

Diretor Clínico”

(JB Online)

Anúncios