Gorete Pereira, Edson Silva e José Airton mudaram de domicílio eleitoral com vistas às eleições de 2012 (BANCO DE DADOS)

Aproximidade de Fortaleza, o segundo maior PIB do Estado, os conhecidos festejos juninos que atraem investimentos para o setor do Turismo. Motivos não faltam para despertar o interesse dos políticos sobre Maracanaú. Eles, por sua vez, não o escondem. Até agora, três deputados federais confirmaram a transferência de domicílio eleitoral para aquele município, com vistas às eleições do próximo ano. São eles: Gorete Pereira (PR), Edson Silva (PSB) e José Airton (PT).

Atual prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR) está no comando do Executivo municipal desde 2004, sendo reeleito em 2008, com 87,43% dos votos válidos, por uma ampla coligação partidária, que incluía o PT. O Partido dos Trabalhadores detinha a vaga de vice-prefeito. Mas, ao que tudo indica a coligação não deve vingar em 2012, visto que ambos os partidos já demonstram a intenção assumir a Prefeitura.

Dentre os que transferiram o título eleitoral, a deputada Gorete Pereira foi quem obteve a votação mais expressiva no município, nas últimas eleições. Foram 10.743 votos, 10,94% dos votos válidos da cidade. Contudo, ela nega que o martelo esteja batido. “Eu transferi meu título. Mas não quer dizer eu seja a candidata. Quero um nome PR para Maracanaú, que ainda não sabemos quem é”, afirmou.

Apoio de Ciro Gomes

Mais direto, o deputado Edson Silva (PSB), terceiro mais votado no município em 2010, com 9.208 votos -6,82% do total – disse que pretende ser o candidato de sua agremiação em Maracanaú. “Fiquei surpreso com a expressiva votação que tive lá. Sinto que o apoio é irrestrito. Meu partido já sinaliza. O ex-deputado Ciro Gomes já me declarou apoio. Não tenho porque me furtar a essa empreitada”, justifica.

De votação menos expressiva, e nem por isso menos interessado, o deputado José Airton (PT) classificou a mudança de domicílio como uma “missão política”. Com – 2.065 votos na cidade, 1,99% do total, ele disse ter uma história de “vínculo” com Maracanaú. “Fiz parte de um grupo de pessoas que lutou pela emancipação de distritos do Ceará, e Maracanaú foi o primeiro a conseguir. Faz tempo que lideranças do PT apelam para que eu transfira meu título para lá”, alegou.

O POVO tentou ouvir o prefeito Roberto Pessoa (PR). Contudo, em seus celulares, as chamadas não foram atendidas. No Gabinete, indicaram seu assessor, que também não atendeu as ligações.

(Thiago Paiva- O Povo Online)

Anúncios