Os sindicatos dos bancários e representantes dos bancos se reúnem nesta quinta-feira, às 16h (hora de Brasília), em São Paulo, para tentar acabar com a greve iniciada em 27 de setembro e que mantém mais de 9 mil agências bancárias fechadas em todo o país.

A greve, que já é a maior da categoria nos últimos 20 anos, foi deflagrada depois que as assembleias dos sindicatos rejeitaram a proposta de reajuste de 8% feita pela Fenaban, que significa apenas 0,56% de aumento real. Os bancários reivindicam reajuste de 12,8% (aumento real de 5% mais a inflação do período), valorização do piso, maior participação nos lucros e resultados, mais contratações, extinção da rotatividade, fim das metas abusivas e combate ao assédio moral, entre outros pleitos.

Em Minas Gerais, a greve se concentra na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com a adesão de 88% de agências e centros administrativos de bancos públicos e privados. Na capital, os grevistas vão se reunir às 15h em nova assembleia em frente o Banco Itaú, na rua Carijós, 455, esquina da rua Espírito Santo.

População

Mais de duas semanas depois do início da greve, a população procura alternativas para efetuar pagamentos e fazer operações fora das agências. A maior parte das contas pode ser paga nas casas lotéricas, mas o limite de operações de R$ 1.000 e as grandes filas têm causado transtornos. Os aposentados e pensionistas também estão enfrentando dificuldades para receber seus benefícios e pagar contas. Uma parte deles tenta superar dificuldades e inseguranças diante de caixas eletrônicos e opta por levar algum parente ou amigo para auxiliar.

Os bancos orientam os clientes a procurar as redes de autoatendimento para fazer pagamentos. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou, em nota, que estão à disposição da população 179 mil canais para realizar operações bancárias, como caixas eletrônicos, internet banking e mobile banking (operações por meio de celulares). Além disso, há mais de 165 mil correspondentes não bancários, como casas lotéricas, agências dos correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados.

Os bancos oferecem também os serviços de débito automático para pagamento de contas de consumo (água, luz e telefone, por exemplo). Para localizar agências de qualquer banco em qualquer cidade, a Febraban oferece serviço de busca em seu site www.febraban.org.br/buscabanco.

Do Estado de Minas

Anúncios