As transferências de diretorias do Banco de Brasil de Brasília para São Paulo estão na mira da presidenta Dilma Rousseff. Assim que foi informada dessas mudanças, ela determinou que fossem suspensas quaisquer novas movimentações de pessoal e pediu um diagnóstico completo do que houve até agora.

De acordo com informações obtidas pelo jornal O Estado de S.Paulo, não há nenhuma orientação do governo para que fossem realizadas transferências de diretorias de Brasília para São Paulo. O Palácio também não foi consultado previamente sobre essas alterações, o que causou mal-estar, já que a presidente foi pega de surpresa com tal decisão.

O assunto será discutido pela presidente Dilma quando ela retornar ao Brasil. Seu retorno está previsto para o próximo final de semana. Em seguida, deverá chamar o presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, para que apresente explicações sobre as mudanças de diretorias. As transferências estão gerando protestos entre os servidores da instituição.

(Agência Estado)

Anúncios