No oitavo dia de paralisação, o número de agências de bancos públicos e privados em todos os Estados e no Distrito Federal nesta terça-feira foi de 8.328, de acordo com balanço da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

O Comando Nacional dos Bancários, reunido em São Paulo, divulgou nesta terça uma Nota Oficial repudiando o silêncio dos bancos, que não retomaram as negociações para apresentar nova proposta aos trabalhadores após oito dias de greve nacional, segundo o instituição. “Os bancos estão agindo de forma irresponsável ao permanecerem em silêncio e ignorarem a disposição dos bancários para retomar o processo de negociações”, dizia o texto.A greve começou na última terça-feira, após a rejeição da proposta de reajuste de 8% apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que representa apenas 0,56% de aumento real. Os bancários reivindicam reajuste de 12,8% (aumento real de 5% mais inflação do período), valorização do piso, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), mais contratações, extinção da rotatividade, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, mais segurança, igualdade de oportunidades, melhoria do atendimento dos clientes e inclusão bancária sem precarização. Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, uma nova assembleia será realizada nesta quarta-feira, na quadra dos Bancários, no centro de São Paulo.

(PORTAL TERRA)

Anúncios