O ex-presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Salmito Filho, anunciou a saída do Partido dos Trabalhadores (PT) e a filiação ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), na manhã desta terça-feira (27), no plenário da casa legislativa. “Só há razão em estarmos na política quando podemos discutir nossas ideias e no PT eu não podia mais fazer isso”, destacou o vereador que agora integrará diretamente a base de apoio do governador do Ceará, Cid Gomes (PSB-CE).

Salmito Filho estava no PT há 20 anos. O vereador Paulo Gomes (PHS) disse entender a decisão de Salmito e classificou como “desconcertante” a situação em que o colega se encontrava no PT cearense. “Se a casa onde estava não era boa para você, tem mais é que procurar outra mesmo”, pontuou Gomes. Salmito Filho agradeceu o apoio do colegas da Câmara Municipal , em especial os do PMDB, partido para o qual, segundo ele, também foi convidado.

PT de Fortaleza
Desde a posse dos vereadores em 1º de janeiro de 2009, data em que foi eleito presidente da Câmara dos Vereadores, Salmito Filho enfrentava conflitos dentro da legenda. A prefeita reeleita naquela ocasião, Luizianne Lins, também do PT, foi contrária a candidatura de Salmito a presidência da casa. A partir de então, os desentendimentos entre Salmito Filho e a legenda aumentaram.

Na segunda-feira (26), disse ser “perseguido” pela prefeita Luizianne Lins, que também é presidente do PT Ceará. “Venho sofrendo em relação a Luizianne”, disse o vereador. O presidente do PT de Fortaleza, Raimundo Ângelo, nega que haja perseguições a Salmito Filho. Ângelo diz também que já ter telefonado para Salmito Filho para conversar sobre o “futuro político” do parlamentar, mas não obteve resposta. “Ele está de prova de que o PT não o abandonou”, defende.

(G1 Ceará)