Nada abala Hebe Camargo, 82 anos. No fim de agosto, depois de fazer exames de rotina, a apresentadora soube que teria de voltar a fazer quimioterapia para combater o câncer no peritônio, membrana do abdome, que a acometeu no início de 2010. A doença reincidiu, segundo amigos próximos. A assessoria da apresentadora afirma que a atual quimioterapia trata-se de um procedimento preventivo. ”Não estou doente, apenas continuo me tratando pra poder ficar com vocês muito tempo ainda”, declarou na tarde da segunda-feira (26) ao gravar seu programa na RedeTV!.

Superando os efeitos
Hebe segue o tratamento com o médico Sérgio Simon no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, bairro onde mora, com a equipe que cuidou dela no ano passado. ”Ela está bem”, declarou o oncologista. Por causa dos medicamentos, o cabelo voltou a cair. No casamento de Marcello Coltro, 39, vice-presidente sênior do canal MGM, a apresentadora usou um aplique para disfarçar as falhas ao subir ao altar como madrinha do noivo, em São Paulo. Ninguém percebeu o problema, muito menos o acessório. Hebe permaneceu na cerimônia, mas não foi à festa.

No último fim de semana de setembro, a apresentadora decidiu contar ao público que voltou a tomar medicamentos fortes. Segundo pessoas próximas, Hebe continua tocando a vida normalmente. Ela não pretende parar de trabalhar e quer manter a rotina de gravações semanais com o mesmo bom humor. Nas horas difíceis, reza para Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora Aparecida (ou conversa com elas, como gosta de dizer), e garante que elas respondem, com a certeza de que vai superar mais essa dificuldade.

Veja comunicado sobre a doença
”Eu queria falar com vocês, porque o meu público é muito importante para mim. Vocês sabem que eu nunca menti, nunca escondi nada de vocês. Inclusive, fiquei muito honrada quando eu tive aquele problema de saúde e servi de exemplo para muita gente, pra não ter medo da doença, porque tem cura. Só que, agora, eu estou fazendo um tratamento um pouco forte, que é para não voltar o que eu tive naquele tempo passado. E, evidentemente, todo remédio forte causa algum problema. O meu problema é que eu, de novo, fiquei ‘carequinha’.

Eu não estou careca, mas quase. Então, evidentemente, estou de peruca e virei com muitas, lindas, com o cabelo mais comprido. E para vocês não ficarem (se perguntando): ‘Ué, mas um dia ela vem com o cabelo curto?’… Não tenho problema nenhum, como não tive da outra vez. Vou sair linda, igual ao Reynaldo Gianecchini, e quero que vocês não fiquem preocupados. Eu estou falando isso para vocês ficarem realmente bem tranquilos. Não estou doente, apenas continuo me tratando para poder ficar com vocês muito tempo ainda.”

(Silvia Santana – Contigo Online)

Anúncios