O Sindicato dos Bancários do Ceará realiza nesta quinta-feira (22), às 19h, assembleia na sede do sindicato para discutir a proposta apresentada na rodada de negociação realizada na terça-feira (20), com a Federação nacional dos bancos – FENABAN

A categoria pode deflagrar greve nacional a partir da próxima terça-feira (27), seguindo orientação do Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, que considerou insuficiente a proposta.

Pauta de reivindicações

Os bancários querem reajuste de 12,8%, o que engloba a inflação do período mais aumento real de 5%, PLR maior, piso do DIEESE, fim da rotatividade, mais contratações, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, mais segurança, igualdade de oportunidades e inclusão bancária sem precarização, dentre outras reivindicações.

A contra proposta da FENABAN prevê reajuste de apenas 7,8% sobre os salários, PLR e demais verbas (vale-refeição, cesta alimentação e auxílio creche/baba, dentre outras). Índice, que segundo os bancários, representa apenas 0,37% de aumento real.

Com informações do Sindicato dos Bancários do Ceará

Anúncios