O Fortaleza conseguiu superar todas as adversidades e escapou do rebaixamento para a Série D numa tarde de muitas emoções na última rodada da terceira divisão do Brasileirão. O Tricolor passou por cima do CRB, goleando por 4 a 0, e garantiu a permanência, mesmo com o triunfo do Campinense sobre o Guarany de Sobral. Assim, o time da Paraíba fica na lanterna.

A salvação do Leão aconteceu apenas aos 44 minutos da etapa final. O estreante Marcos Goiano mostrou estrela ao marcar o gol que deixou o Fortaleza na Série C, já que o Tricolor precisava da vantagem larga, salvando-se apenas pelos gols marcados durante o campeonato.

Assim, a torcida que compareceu ao PV e acreditou nos jogadores, realizou uma festa sem tamanho.

O jogo

O primeiro tempo do duelo foi marcado pelo nervosismo das equipes. Tanto o Fortaleza quanto o CRB atuaram de forma aberta e ofensiva, garantindo oportunidades, mas que era concluídas sem precisão.

Pelo lado Tricolor, as oportunidades eram criadas em arremates de fora da área. Rogério passou perto de abrir o placar aos 20 minutos, quando soltou uma bomba e viu a bola passar tirando tinta da trave. A melhor chance, porém, seria criada aos 32 minutos. Guto avançou pela esquerda e bateu cruzado, mas nenhum atacante conseguiu desviar para as redes.

O time alagoano apostava nas jogadas de Aloísio Chulapa. O atacante, que sabe usar o corpo para proteger a bola e deixar seus companheiros em boa posição para marcar, sempre deu trabalho aos defensores do Fortaleza.

2º Tempo

As emoções ficaram todas guardadas para o segundo tempo. Com mais de 20 minutos de atraso, o duelo recomeçou e o Tricolor logo abriu o placar aos 5 minutos. Guto cobra falta no travessão, Dezinho desvia no rebote e Vavá estufa as redes.

A situação ficou mais complicada para o CRB quando Reginaldo Júnior é derrubado dentro da área por Paulo Rodrigues e o árbitro dá pênalti. Como já tinha amarelo, o defensor alagoano é expulso de campo. Na cobrança da penalidade, Carlinhos Bala desperdiça.

Goleiro improvisado

O técnico do CRB realiza as três alterações para tentar impor ofensividade à equipe e dar sustentação ao sistema defensivo. O problema é que, aos 16 minutos, o goleiro Cristiano tenta atrasar o jogo e acaba sendo expulso, deixando sua equipe com dois jogadores a menos e com o volante Roberto Lopes na meta.

Foi assim que Vavá voltou a balançar as redes aos 24 minutos, acertando uma bomba no cantinho, sem chances de defesa.

Permanência garantida

Ciente de que precisaria golear o CRB, já que o Campinense vencia o Guarany de Sobral, o Fortaleza passou a pressionar e arrancou o resultado necessário já no fim do jogo. Aos 39, Gustavo Papa marca o terceiro, e o estreante Marcos Goiano fez o quarto, explodindo as emoções no PV.

(Diário do Nordeste)