Revoltada com a ação de um policial que teria atirado em um morador durante uma abordagem, a população de São Sebastião da Boa Vista, na Ilha do Marajó (PA), saqueou e ateou fogo à delegacia da cidade e ao quartel da PM. Sete pessoas foram presas ontem, acusadas por envolvimento em tumulto. Cerca de 70 policiais foram deslocados para a cidade.

A ação de vandalismo começou às 22 horas de anteontem depois que um PM, identificado como cabo Ferreira, atirou em um morador. Todos os móveis, equipamentos e computadores da delegacia foram roubados. Os 16 presos foram libertados durante a revolta. Dois PMs ficaram feridos. O PM que disparou contra o morador foi levado para Belém, onde foi aberto inquérito sobre o caso.

(Agência Estado)

Anúncios