Foto: Andre Marques / Futura Press

A polícia de Sertãozinho prendeu na manhã desta segunda-feira Lucas Cintra Zannetti Rosseti, 21 anos, suspeito de matar o analista de sistemas Eugênio Bozola e o modelo Murilo Rezende da Silva com diversas facadas. Os dois foram encontrados mortos pela faxineira na manhã da última terça-feira (23), dentro do apartamento de Bozola na Rua Oscar Freire, em Pinheiros, bairro da zona oeste de São Paulo.

Rosseti estava escondido na casa de uma amiga na rua Terezinha Duque Borborema, bairro de Vila Áurea Gimenes, na cidade do interior de São Paulo. Os policiais chegaram até ele depois de investigações iniciadas domingo (28) depois que o carro de Bozola, um Honda Civic, usado pelo suspeito para fugir, foi encontrado. Ele foi detido por volta das 12h30, após uma denúncia anônima, e foi levado para a Divisão de Investigações Gerais (DIG) da cidade, em companhia de seu advogado e dessa amiga.

Rosseti continua na delegacia de Sertãozinho, mas deve ser trazido para a capital ainda hoje para prestar depoimento ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga o assassinato.

De acordo com a polícia, o suspeito estava hospedado na casa de Bozola desde o Dia dos Pais e matou o analista de sistemas e o modelo depois de um desentendimento por não querer voltar para sua cidade, Igarapava. A equipe do DHPP responsável pela investigação acredita que antes de cometer o crime, Rosseti dopou as vítimas que eram mais fortes do que ele.

(Ultimo Segundo)