Somente neste ano, 12 pessoas foram assassinadas na Paraíba em crimes cometidos por motivação homofóbica, segundo dados do Grupo Gay da Bahia (GGB). A entidade já contabilizou 144 mortes em todo Brasil este ano.

Em 2010, foram 260 homicídios no país, sendo 11 deles na Paraíba. 43% dos crimes cometidos no ano passado aconteceram somente no Nordeste.

O levantamento coloca a Paraíba em segundo lugar no ranking de assassinatos ligados à homofobia cometidos este ano na região Nordeste, perdendo apenas para Pernambuco, com 15 mortes.

No ranking preliminar deste ano do Grupo Gay da Bahia o Estado de Pernambuco aparece em primeiro lugar com 15 mortes motivadas por homofobia. A Paraíba aparece em segundo (12 mortes) e a Bahia, em terceiro (11). Em seguida estão os Estados de Alagoas (9), Ceará (6), Maranhão e Rio Grande do Norte (4), Sergipe (3) e Piauí com duas mortes. Se levado em conta todo o país, o estado de São Paulo é o que tem o maior número de mortes por homofobia, com 17 neste ano.

Comparando os dados de 2010 com os que já foram contabilizados nos oito meses deste ano, é possível observar um aumento de 64,83% nos homicídios com motivação homofóbica na Paraíba. Caso os crimes se mantenham neste ritmo, no fim do ano o Estado terá uma saldo de 18 mortes.

No Brasil ainda não existe um levantamento oficial sobre os crime desta natureza. As entidades e movimentos interessados neste estudo colhem os dados que são divulgados na imprensa e repassam para o Grupo Gay da Bahia que se encarrega de realizar todos os anos o Relatório de Assassinato de Homossexuais.

 

(Correio do Brasil)