O ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no governo Itamar Franco, o economista Antônio Barros de Castro, morreu na tarde desse domingo (21) em um desabamento em sua casa no bairro do Humaitá, zona sul do Rio.

Segundo relato dos bombeiros que atenderam a ocorrência, Castro, de 73 anos, estava lendo no escritório quando ocorreu o desabamento. Os bombeiros ainda não sabem as causas do acidente.

Professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – onde o corpo será velado hoje (22) – no campus da Ilha do Fundão, Barros ocupou a presidência do BNDES em 1992 e 1993.

Ele deixa a mulher, que estava em casa na hora do desabamento, quatro filhos e uma neta.

(Agência Brasil)