O mar de Fortaleza vai ganhar um colorido especial na manhã do próximo domingo, quando cerca de 50 jangadas participarão da tradicional Regata Dragão do Mar. Velas de todas as cores ressaltarão a beleza do litoral cearense, na faixa entre a Enseada do Mucuripe e Praia do Náutico, totalizando um percurso de nove quilômetros. A largada está prevista para as 10h.

A Regata Dragão do Mar tem o apoio do Sistema Verdes Mares desde sua primeira edição. Ricardo Nibon, superintendente do Sistema, define o evento como um momento de muita beleza da cultura cearense, que merece ser visto por fortalezenses e turistas. “A regata já faz parte da nossa cultura e tradição. O Sistema Verdes Mares convida a todos para presenciar e admirar esse grande momento”.

Transmissão

O evento será transmitido ao vivo, neste domingo, pela TV Diário, a partir das 10h. Ao todo, serão cerca de 60 funcionários e seis câmeras da emissora cobrindo o evento para levar o melhor da regata ao telespectador, que poderá acompanhar imagens diretamente do mar e também da beira da praia.

Segundo Roberto Moreira, diretor de Jornalismo da TV Diário, o evento já faz parte da vida dos cearenses e a transmissão permite que um número grande de pessoas também possa participar desse momento. O objetivo, destaca o diretor, é dar atenção aos pescadores e também movimentar o turismo da cidade, inserindo a regata no calendário cultural fortalezense.

Ao todo, participam da competição cerca de 250 pessoas, entre pescadores e jangadeiros. Cada embarcação levará a bordo uma média de cinco participantes. Em um percurso triangular, os competidores partirão da Praia do Mucuripe para a linha de chegada na Praia do Náutico. A primeira embarcação a chegar receberá um prêmio de R$ 2.500,00.

O evento promete mobilizar ainda a população e os turistas na reta final da temporada de férias. “Além da premiação, será sorteada uma moto entre pescadores e familiares presentes. Isso irá estimular o público. Vai ser um espetáculo muito bonito de cores e emoções que promete atrair a atenção de turistas e dos fortalezenses também”, afirma Possidônio Soares, presidente da Colônia de Pescadores Z-8. Os hotéis próximos à rota a ser seguida pela regata também foram comunicados do evento para que turistas possam prestigiar o momento.

A Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) destaca a importância do evento para o incentivo da cultura e do turismo local. “A ideia é espetacular. Procuramos apoiar manifestações culturais da cidade. A regata acontece no Mucuripe, um corredor turístico de Fortaleza e foca num dos maiores símbolos da nossa cultura e da nossa história, que é o jangadeiro. Esse é um grande diferencial para o turista”, diz Rafael Felismino, coordenador de estratégia de produtos turísticos da Setfor.

A Regata Dragão do Mar é uma parceria do Sistema Verdes Mares (SVM) com a Colônia de Pescadores Z-8 e conta com o apoio da Capitania dos Portos, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Autarquia Municipal de Trânsito, Cidadania e Prefeitura de Fortaleza.

Preparativos

Os preparativos para o grande dia começaram cedo. Desde segunda-feira, pescadores se concentram nas praias do Mucuripe e Pirambu para cuidar de cada detalhe das embarcações. Desde a pintura à vela e ao mastro das jangadas, as embarcações recebem atenção especial para estarem preparadas para a competição. O período é de grande agitação entre os participantes.

Já o colorido das velas vem sendo trabalhado há nove dias, quando um grupo de quatro pintores começaram a dar o tom de cada uma das 50 velas que prometem embelezar o mar de Fortaleza. Até ontem, 45 já estavam prontas. A previsão é de que até esta sexta-feira o trabalho seja concluído.

Para Possidônio Soares, o evento resgata a tradição e a história do pescador cearense, além de estimular toda a categoria. “É saudável para os pescadores que já quase não têm tempo e opção de lazer e de divertimento. Sem falar que os jangadeiros fazem parte das tradições mais antigas e importantes do nosso Estado”, diz.

(REGINA PAZ – Diário do Nordeste)

Anúncios