O desembargador federal Antônio Marques Cavalcante Filho (TRT-7ª Região) marcou para a próxima quinta-feira, às 10 horas, na sala de dissídios do tribunal, reunião entre representantes dos motoristas e cobradores e o Sindiônibus.

O objetivo é uma conciliação entre as partes.

Os motoristas, que buscam reajuste de 25%, não escondem a disposição de paralisar, alegando que os empresários não querem esse valor e só apresentam a proposta de 6%.

Se não houver acordo, o desembargador julgará que cláusulas ficarão valendo para reger a relação entre motoristas e empresários. Caso haja greve, caberá ao empresariado ir à Justiça pedir a ilegalidade do movimento.

(O Povo Online)

Anúncios