A Polícia Civil de Apucarana está investigando como uma menina de 1 ano e 9 meses ingeriu três pedras de crack. O incidente ocorreu na quinta-feira (28), na casa da família, no Jardim Mercadante. A criança está internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital da Providência.

Ao delegado Valdir Abrahão a mãe da menina, uma adolescente de 17 anos, relatou que a droga seria de uma amiga dela, que pernoitava na casa. Segundo ela, a amiga teria aproveitado que todos estavam dormindo na residência para fumar crack.

“A mãe contou que a criança tinha o hábito de levantar da cama durante a madrugada e ir dormir com o tio ou a avó, em outro quarto. Ela acredita que, nesse momento, a amiga teria deixado a droga à vista da criança, que engoliu a pedra.”

A versão apresentada pela mãe da criança, no entanto, está intrigando a polícia. O primeiro ponto levantado pelo delegado é que a mulher não soube informar o nome completo e o endereço da amiga. “É estranho alguém abrigar em casa uma pessoa de quem você nem conhece o nome”, afirmou Abrahão.

Outro questionamento é feito porque ela negou ser usuária de drogas, mas o pai da criança foi morto no quintal de casa em uma disputa por pontos de comércio de drogas.

A amiga da mãe da criança teria desaparecido depois de ver a criança passando mal. A polícia está tentando localizá-la.

Comi nformações da Gazeta do Povo

Anúncios