A policia peruana encontrou os corpos intactos, um ao lado do outro, sem qualquer sinal de violência. (Foto reprodução/Portal G1)

Dois engenheiros de Minas Gerais foram encontrados mortos nesta quarta-feira (26) no Peru. Mário Bittencourt e Mário Guedes desapareceram no último sábado (23), durante uma expedição no Centro-Norte do país para analisar a área onde será construída uma usina hidrelétrica.

Os corpos foram encontrados numa estrada de terra no distrito de Pión, próximo à Cordilheira dos Andes.

Em Cataguases, a família de Mário Bittencourt ainda não sabe o que causou a morte dele e do colega de trabalho. A principal hipótese até agora é que os dois tenham morrido de hipotermia.

“Parece que está afastada a possibilidade de assassinato, de violência porque os corpos foram encontrados com os pertences”, diz José Manoel Bittencourt, advogado e primo do engenheiro.

Os corpos dos engenheiros devem chegar a Lima, capital do Peru, nesta quinta-feira (28), onde será feita a autopsia para determinar a causa da morte. As famílias esperam que os corpos cheguem ao Brasil no sábado (30).

Cláudio, irmão de Mário Bittencourt, contou que ele era experiente nesse tipo de trabalho, e já tinha feito expedições desse tipo em países da região. “Esse tipo de trabalho, que é visitar o local para ver a possibilidade de fazer uma implantação futura, era toda hora. Ele já fez esse trabalho no Panamá, na Costa Rica, na República Dominicana, no Chile e agora no Peru. Como uma pessoa tão experiente vai se perder? Ainda mais que não era região de neve, de floresta, região descampada. Esse tipo de gente não se perde tão simplesmente”.

(G1)

Anúncios