Minutos antes da execução, líder talebã declara a sentença de morte dos condenados

O Talebã divulgou, nesta segunda-feira, um vídeo que testemunha a execução de 16 policiais paquistaneses, capturados em junho passado durante um ataque em uma região na fronteira com o Afeganistão. O vídeo, com a duração de 5min36seg, foi divulgado no site LiveLeak e mostra os agentes na encosta de uma montanha, organizados em fila e com as mãos amarradas. Assista ao vídeo, mas o Correio do Brasil alerta para o cuidado ao ver as imagens, pois as cenas são muito fortes.

Segundo o site, um líder dos fundamentalistas talebã chama os agentes de “inimigos do Islã” antes de iniciar a execução e os acusa de terem assassinado menores no vale paquistanês de Swat (norte), onde o Exército lançou uma grande operação contra a insurgência em 2009.

– São a Polícia paquistanesa, os soldados e seus seguidores, que recentemente mataram seis crianças em Swat. Agora são nossos reféns e vingaremos a morte das crianças fazendo o mesmo com eles – diz o líder talebã.

Após estas palavras, pelo menos cinco talibãs, que aparecem mascarados, disparam contra os policiais com rifles kalashnikov. Os agentes caem no chão depois dos primeiros disparos e um insurgente se aproxima deles para concluir a execução, com novos disparos. Segundo o LiveLeak, os policiais foram sequestrados após um ataque em 1º de junho na região e protagonizado por um grupo de talebãs procedentes do Afeganistão.

Fontes oficiais consultadas na ocasião pela agência espanhola de notícias Efe calcularam em pelo menos 70 o número de mortos – 45 insurgentes e 25 membros das forças de segurança – após a incursão armada dos talebãs na região.

(Correio do Brasil)

Anúncios