Segundo a polícia, mesmo o bandido estando de capuz, um empregado do Hotel Santa Teresa, na região central do Rio, identificou um dos assaltantes como sendo ex-funcionário. Mesmo encapuzado, o bandido teria sido reconhecido por sua estrutura física.

Pelo menos 11 turistas tiveram seus pertences roubados. Inclusive o passaporte. Eles prestaram depoimento na Delegacia de Atendimento ao Turista, foram liberados e deixaram o hotel.

Segundo o tenente-coronel Edilson de Moraes Filho, os quatro bandidos teriam cortado os fios de algumas das câmeras do circuito interno. Outras que não foram danificadas mostram os assaltantes pulando o muro e entrando no carro Celta utilizado por eles na fuga.

De acordo com a polícia, o funcionário pode ser do morro Cerro Corá. Foi dado um alerta para que os policiais prestem atenção se o Celta utilizado pelos bandidos foi deixado na região.

O hotel de luxo assaltado na madrugada desta segunda-feira tem diárias que variam entre R$ 650 a R$ 3 mil. E é o mesmo em que a cantora inglesa Amy Winehouse se hospedou em janeiro.

A cidade do Rio de Janeiro está às vésperas de sediar grandes eventos esportivos e receberá muitos turistas estrangeiros. Diante disso, o secretário de Segurança do estado, José Mariano Beltrame, lamenta o acontecido no hotel e informa que, visando dar mais segurança à região do bairro Santa Teresa, no Centro, o antigo Hospital Quarto Centenário, que foi cedido pela prefeitura ao governo do Estado, será usado como sede de algumas unidades da Polícia Militar. Enquanto a unidade não fica pronta, Beltrame pediu ao comando da PM que reforce o policiamento no bairro.

(Sidney Rezende)

Anúncios