A relação entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tem se estreitado e sido muito boa nos últimos meses, o que pode até levar Dilma nomear o tucano para chefiar uma missão especial do governo brasileiro fora do país, como fez com Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo reportagem da revista “ISTOÉ” desta semana, no dia 13 de junho, FHC ligou para Dilma agradecendo para carta, com muitos elogios, pelo aniversário de 80 anos. “Queria dizer que fiquei extremamente feliz e aproveito para lhe dizer que também admiro sua trajetória”, disse o ex-presidente.

De acordo com pessoas que testemunharam o fato, Dilma afirmou que “não disse nada que você não merecesse”. Entretanto, PT e PSDB permanecem sendo “inimigos políticos”. A relação entre a presidente e Fernando Henrique tem incomodo as partidários. 

A reportagem aponta que Dilma e FHC tem uma “afinidade intelectual”. Os dois lutaram junto no combate à ditadura militar nos anos 60 e foram presos e exilados. A presidente ainda reconheceria a importância que teve o Plano Real dos tucanos para por fim com os altos preços no Brasil e não teve um confronto direto com FHC nas urnas.

(Sidney Rezende)

Anúncios