O empresário Eike Batista venceu hoje uma disputa milionária que travava na Justiça com Rodolfo Landim, ex-funcionário que cobra na Justiça 1% de participação na EBX, a holding do homem mais rico do Brasil.

Landim se baseia em um bilhete escrito durante uma viagem de avião, em 2006, por Eike, no qual este promete lhe dar “1% da holding mais 0,5% das minhas ações da MMX”. Em abril do ano passado, Landim foi desligado do grupo sem receber a fatia prometida, que ele avalia em R$ 670 milhões.

OSX, de Eike, recebe licença para estaleiro no porto de Açu
Ex-executivo da OGX e MMX vai à Justiça pedir 1% da holding de Eike Batista

Fred Prouser-02.mai.2011/Reuters
Eike Batista, o homem mais rico do Brasil
Eike Batista, o homem mais rico do Brasil

A 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro julgou a ação improcedente.

Cabe apelação para o Tribunal de Justiça do Rio.

Sergio Tostes, advogado de Landim, diz que vai recorrer da decisão. “A sentença não toca em nenhum dos elementos essenciais da questão”, afirma.

Sergio Bermudes, advogado de Eike, diz que “até hoje a única coisa parecida que deu certo foi a valsa ‘Contos dos Bosques de Viena’, que Strauss escreveu em um cardápio”.

(Folha Online)