“Terra de ninguém”. É assim que os funcionários da agência Caucaia do Banco do Brasil estão classificando aquela unidade, pela falta de atenção por parte da direção do Banco às suas queixas. Por diversas vezes, tanto os trabalhadores como o Sindicato dos Bancários do Cea-rá, denunciaram as práticas de assédio moral do gerente geral da agência, Sr. Fernando José Afonso Fernandes para com o corpo funcional. Os funcionários estão ficando doentes por causa do assédio do gerente.

Na última terça-feira, dia 24/5, os dirigentes sindicais do SEEB/CE estiveram naquela agência e constataram o medo, o terror que está instalado ali. E tudo por conta do gerente que humilha os funcionários constantemente. O gerente, inclusive, pressiona os bancários a descumprirem as normas do BB e do Bacen.

Recentemente, uma funcionária foi assediada moralmente pelo gerente geral por não concordar em abrir uma conta corrente, sem os devidos documentos exigidos pelo banco. Segundo a denunciante, o gerente disse: “abra a conta, que eu estou mandando”. Dessa forma impositiva ele vai disseminando medo entre os trabalhadores.

Todas as denúncias foram acompanhadas pelo Sindicato, que orientou os funcionários a utilizarem os instrumentos internos do Banco (Ouvidoria, Comitê de Ética, Audit). Mas numa prova inequívoca de que esses órgãos não estão servindo aos seus propósitos – nada está sendo apurado. Cadê o Comitê de Ética? Cadê a Ouvidoria?

O Sindicato dos Bancários do Ceará durante o ano de 2010, fez várias ações para combater o assédio moral. Houve ações junto a Superintendência, Gestão de Pessoas e Ouvidoria. Queremos que a regra seja cumprida, pois o BB está acobertando o terror causado pelo gerente autoritário e valentão.

(SEEB/CE)

Anúncios