Portal Canindé Notícias
Na sexta-feira, 14/05, um fato inusitado aconteceu em Canindé, quando o morador de rua José Ednardo Venâncio dos Santos, 19 anos, conhecido como “Tiziu”, encontrou dentro de um tambor de lixo a quantia de R$ 10.000,00, e pensando se tratar de dinheiro falso, saiu distribuindo as cédulas de R$ 100,00 com conhecidos. 
Segundo informações de Tiziu, ele de posse do dinheiro, jogou aproximadamente R$ 3.000,00 dentro do rio Canindé, uma outra parte teria enterrado, mas nem ele mesmo lembra onde teria enterrado o dinheiro, tendo em vista que é usuário de drogas, e no dia deste fato estaria sob efeito de drogas. Além de distribuir o dinheiro e fazer compras  sem nem mesmo aceitar receber o troco, algumas pessoas chegaram a tomar dele boa parte da quantia.
O inusitado de toda esta história, que poderia mudar a vida deste morador de rua, é que 24 horas depois de ter encontrado o dinheiro, Tiziu encontrava-se na praça da Basílica de Canindé pedindo esmolas para comprar alimentos.
O tal fato curioso, chamou a atenção na cidade, e até foi noticiado na rádio Aquarela Fm, repercutindo,  inclusive, na imprensa da capital. Mas a principal pergunta que todos querem a resposta seria saber qual a origem do dinheiro encontrado por Tiziu na lata de lixo. Daí então, a equipe de reportagens do Portal Canindé passou a investigar o caso e a ouvir testemunhas sobre tal fato inusitado. Segundo relatos de fontes sigilosas, o dinheiro teria saído possivelmente da agência do Banco do Brasil, que fica nas proximidades do local onde foi encontrado o dinheiro. Conforme apuração de nossa reportagem, possivelmente uma funcionária da agência bancária teria, num momento de distração, na hora da contagem do dinheiro, deixado cair na lixeira do Banco algumas notas, e segundo a própria funcionária, ela não teria percebido;  posteriormente uma funcionária terceirizada recolheu o conteúdo da lixeira do Banco e jogou no tambor da rua, que fica nas proximidades, sem se dar conta de que estava jogando R$ 10.000,00 na lata do lixo.
O caso foi tão sério, que segundo informações de pessoas próximas à funcionária do Banco que deixou cair o dinheiro na lixeira, ela teria ressarcido ao Banco a quantia num prazo de 48 horas do ocorrido.  A gerência do Banco não se pronunciou sobre o fato, confirmando ou negando as informações.
 O morador de rua Tiziu 
Tiziu dorme ao relento, na praça da Basílica, em Canindé
Radialista Assis Vieira sendo entrevistado sobre o assunto no Programa João Inácio Show, da TV Diário

 

 

 

 

 

“Gurita”, testemunha que afirma ter recebido R$ 100,00  de “Tiziu”

 

 

 

 

 

Maria das Graças Ferreira que doa refeições diariamente ao morador de rua Tiziu