Os preços de medicamentos genéricos podem variar até 987% entre farmácias e drogarias na cidade de São Paulo, segundo pesquisa da Fundação Procon-SP divulgada nesta segunda-feira.

Veja a lista completa com os preços dos medicamentos

A maior diferença foi contabilizada no Diclofenaco Sódico (50 mg, 20 comprimidos), encontrado por R$ 10 e por R$ 0,92.

Entre os de referência, a maior variação foi de 135%, no medicamento Amoxil (Amoxicilina), da Glaxosmithkline (500 mg, 21 cápsulas), vendido a R$ 49 e a R$ 20,86.

O levantamento fez ainda uma comparação entre os preços dos genéricos com os de referência de mesma apresentação, constatando que, em média, os genéricos são 57% mais baratos do que os de referência.

O órgão lembra, no entanto, que um genérico de um mesmo laboratório também pode apresentar preços diferentes entre as drogarias/farmácias, reforçando a necessidade da pesquisa.

A pesquisa foi realizada entre 13 e 15 de abril em 15 drogarias distribuídas pelas cinco regiões da cidade de São Paulo, totalizando 52 medicamentos analisados.

(Folha Online)