O Santa Cruz entrou em campo com uma boa vantagem após ganhar a primeira da partida contra o Sport, na Ilha do Retiro, por 2 a 0. Apoiado por mais de 62 mil fanáticos torcedores, a equipe tricolor controlou a pressão do rival, perdeu por 1 a 0, mas ficou com título pernambucano após seis anos e ainda de quebra impediu o hexacampeonato do time rubro-negro.

A marca negativa da partida ficou pela confusão iniciada pelo atacante Marcelinho Paraíba, do Sport, que fez o gol da vitória rubro-negra aos 48min, do segundo tempo, em cobrança de pênalti. Porém, o gol veio tarde e o Sport não teve como reverter a vantagem que o Santa Cruz construi na Ilha do Retiro.

Paraíba perdeu a cabeça e foi para cima do jogador do Santa Cruz, iniciando uma grande confusão após o apito final de Sálvio Spínola. Os jogadores dos dois times partiram para o confronto, o mais exaltado era Marcelinho Paraíba. A turma do deixa disso teve dificuldade para segurar o atacante, porém logo os jogadores do Sport foram para o vestiário e o Santa Cruz pode comemorar seu 29º título com a torcida no Arruda.

O primeiro tempo começou brigado, com muitas faltas e o Sport pressionando. O time da Ilha do Retiro parecia jogar em casa e pressionava o Santa Cruz. Porém, a equipe do treinador Hélio dos Anjos abusava das bolas cruzadas e facilitava o trabalho da zaga tricolor.

Para tentar controlar os ânimos dos jogadores, o árbitro Sálvio Spínola distribuiu cinco cartões amarelos apenas na primeira etapa: três para o lado do Sport e dois para jogadores do Santa Cruz.

No segundo tempo, as duas equipes insistiram na mesma estratégia. O Sport ameaçava uma pressão, sem conseguir muitas chances claras de gol, enquanto o Santa esperava por uma boa oportunidade de contra-ataque.

Aos 6min, o Santa Cruz teve a chance de marcar no contra-ataque. O time avançou e cruzou para o atacante, que cabeceou para a defesa do Magrão. A resposta do Sport veio aos 22min, quando no bate e rebate na área, a bola sobrava para o atacante rubro-negro, mas a defesa tricolor afastou.

Parece que o lance de perigo acordou o Santa Cruz, que teve boas oportunidades com Gustavo e Thiago Cunha, que não conseguiram aproveitar as oportunidades para abrir o placar.

Aos 36min, foi a vez do Sport ter a chance de balançar as redes para o Sport, mas Thiago Cardoso fez grande defesa e garantiu o zero no placar. Enquanto isso, o Santa Cruz não tinha mais forças para atacar.

No final do jogo, aos 43min, o zagueiro Alex Bruno, do Sport, perdeu a cabeça e deu uma entrada feia do adversário e levou o cartão vermelho.

(Uol)