Uma operação conjunta da Polícia Federal, Civil e Militar do Ceará prendeu, na noite desta sexta-feira, o prefeito afastado de Nova Russas, Marcos Alberto Martins Torres (PSC).
A prisão do prefeito foi executada pela PF, mas por se tratar de uma ordem judicial expedida pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJ-CE), ele foi recolhido para Delegacia de Capturas.
Torres estava foragido desde a última terça-feira, dia 10, quando um decreto de prisão contra ele foi aprovado pelo TJ-CE. Sobre Torres pesam graves acusações de improbidade administrativa.

De acordo com o Ministério Público Estadual, o prefeito afastado lideraria um esquema de enriquecimento ilícito que teria chegado a desviar mais de RS 15 milhões da administração local.

Pelo menos outras 21 pessoas estão envolvidas, segundo as investigações, entre aliados políticos na Prefeitura e familiares. Doze mandados de prisão foram expedidos.
O principal foco de corrupção liderado pelo prefeito afastado diz respeito a repasses de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
Segundo o MPE, cerca de 8 milhões do FPM teriam sido desviados dos cofres da gestão municipal para contas pessoais do prefeito e de seus familiares.

No fim do ano passado, o prefeito chegou a ser afastado por um dia da Prefeitura de Nova Russas, por denúncias de um suposto desvio de R$ 2,6 milhões. No lugar, assumiu o vice-prefeito, Paulo César Evangelista (DEM).

Em 2011, o prefeito foi afastado novamente. Desde então, Torres entrou em uma briga judicial, tentando retornar ao mandato.  
(O Povo Online)