FOTO: DIVULGAÇÃO

O francês assassinado a facadas na noite deste sábado (30) no Catete, na zona sul do Rio, era professor, vivia no Brasil desde 2003 e iria se casar com uma brasileira ainda este mês, segundo relato de conhecidos da vítima.

Raphael Cyril, de 30 anos, estava em uma reunião dos Narcóticos Anônimos que acontecia em um posto de saúde da prefeitura na rua Silveira Martins, de acordo com testemunhas e moradores.

Quando saiu para fumar um cigarro na calçada, teria sido atacado por um homem de 56 anos, que o feriu com uma facada no tórax.

A vítima chegou a ser levada para o hospital Souza Aguiar, no centro, mas já chegou morta.

Preso em flagrante, o autor do crime, segundo a polícia, apresentava “quadro de alienação mental”  e seria usuário de crack. 

O homem apontado como autor do crime está internado sob custódia da PM no Instituto Psiquiátrico Philippe Pinel, em Botafogo.

Às 14h20, nenhum parente ou amigo havia procurado o Instituto Médico Legal para a liberação do corpo.

O caso está sendo investigado pela DH (Divisão de Homicídios).

(PORTAL R7)