Os resultados iniciais do exame de DNA realizado pelas autoridades americanas confirmam a morte do líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama bin Laden, informaram nesta segunda-feira fontes do governo citados pela agência de notícias Reuters e a TV CNN.

O teste mostrou “grande nível de confirmação” de que Bin Laden é um dos homens mortos na operação de um comando americano, em uma mansão na cidade paquistanesa de Abbottabad.

Fontes do governo haviam dito mais cedo que as autoridades americanas realizavam um teste de DNA em sangue coletado do corpo identificado como Bin Laden. O líder terrorista, contudo, já havia sido identificado por outras técnicas, como reconhecimento facial.

Os resultados iniciais do exame de DNA realizado pelas autoridades americanas confirmam a morte do líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama bin Laden, informaram nesta segunda-feira fontes do governo citados pela agência de notícias Reuters e a TV CNN.

Iftikhar Tanoli/ABC/Efe/Reuters
Montagem mostra o complexo residencial onde Bin Laden morava e uma das camas; assista imagens do local
Montagem mostra o complexo residencial onde Bin Laden morava e uma das camas; assista imagens do local

Segundo um vizinho de Bin Laden, que acompanhou a ação do telhado de sua casa, três helicópteros sobrevoaram o complexo. ‘De repente, houve tiros do chão em direção aos helicópteros. Houve um intenso tiroteio e eu vi um dos helicópteros cair’, disse Khan.

Oficiais americanos consultados pela agência de notícias Reuters confirmaram que um dos helicópteros americanos foi perdido, mas disseram que houve uma falha mecânica e que todos os tripulantes foram retirados em segurança.

Os militares teriam descido de corda no complexo de Bin Laden, que resistiu, iniciando um novo tiroteio no local. Bin Laden teria morrido com um tiro na cabeça. Os disparos dos marines americanos mataram ainda um de seus filhos e dois importantes aliados que viviam no complexo com suas famílias. Uma mulher também foi morta após ser usada como escudo humano por um dos homens de Bin Laden. Outras duas mulheres ficaram feridas.

Depois da ação, os americanos deixaram o local em helicópteros.

(Folha Online)