Um incêndio atingiu nesta terça-feira o interior do templo da Sagrada Família de Barcelona, em Catalunha, nordeste da Espanha, forçando as autoridades a retirar os turistas do local.  “Houve mais fumaça que fogo, não foi tão grave como parecia a princípio”, declarou um porta-voz da prefeitura, acrescentando que ninguém ficou ferido.  Segundo a imprensa local, entre 3.000 e 4.000 pessoas foram retiradas da basílica.

O incêndio teve início por volta das 10h45 (5h45 em Brasília) e levou várias equipes de bombeiros e polícia a se transferirem para o local.

As causas do incêndio não foram divulgados pela polícia, mas o presidente da fundação da Sagrada Família, Joan Rigol, declarou ao canal TV3 que um homem, que chamou de “perturbado”, foi detido como suposto autor do incêndio.

O templo da Sagrada Família é uma obra póstuma do arquiteto espanhol Antoni Gaudí, cujas inconclusas torres se elevam rumo ao céu de Barcelona. Em novembro, durante visita à Espanha, o papa Bento 16 consagrou o templo modernista da Sagrada Família, que adquiriu a categoria de basílica menor.

(Folha Online)