A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deflagrou hoje (13) a Operação Blecaute para combater milícias no Rio de Janeiro. No início da manhã, o vereador Luiz André Ferreira da Silva (PR), conhecido como Deco, foi detido em casa. Os agentes estão neste momento nas ruas para cumprir 13 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, em diversos pontos da cidade

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o vereador Deco, ex-policiais militares e guardas municipais são acusados de pertencerem a um grupo de milicianos que atua em 13 comunidades cariocas, nos bairros da Praça Seca, Campinho, Tanque, na zona oeste e Quintino Bocaiúva, na zona norte.

O político, que seria o chefe do grupo, já foi indiciado em 2003 e 2008 por dois homicídios. Além disso, o parlamentar é acusado de planejar a morte da atual chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, então titular da 28ª DP, no Campinho, e do deputado estadual Marcelo Freixo (P-SOL), que presidiu a CPI das Milícias.

Segundo as investigações, o grupo também é acusado de crimes como formação de quadrilha armada, homicídio, ocultação de cadáver, tortura, estupro, furto de sinal de televisão e internet, controle no fornecimento de gás, transporte irregular, exploração de máquinas caça-níqueis.

A operação, que conta com cerca de 80 homens, está sendo feita com o apoio da Secretaria Estadual de Segurança, do Ministério Público Estadual e da Corregedoria-Geral Unificada.

Da Agência Brasil

Anúncios