O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal resgatou na tarde de hoje um homem que subiu 80 metros do mastro da bandeira nacional na Praça dos Três Poderes. A tentativa de resgate demorou três horas e mobilizou cinco viaturas dos Bombeiros, além de homens da Polícia do Senado, da Polícia Militar e da Polícia Civil.

Identificando-se como Paulo Sérgio Ferreira, paulistano de 38 anos, o homem chegou a afirmar à imprensa, por meio de telefone celular, que estava lutando contra a descriminação de negros no País e fez acusações, sem dar detalhes ao líder do governo no Senado, Romero Jucá, a quem chamou de “amaldiçoado”. Preso, o homem pode responder por crime de dano qualificado contra o patrimônio da União, por ter queimado a borda da bandeira. A pena é de três meses a seis anos.

(Diário do Nordeste)

Anúncios