SEATTLE e BRUXELAS – A Microsoft submeteu na quinta-feira uma queixa formal contra a Google às autoridades reguladoras antitruste da União Europeia (UE) alegando que a empresa de internet é desleal com seus concorrentes no ramo de busca na web.

É a primeira vez que a Microsoft apresenta uma denúncia aos reguladores sobre questões de concorrência. O que é irônico nessa história é o fato de a Microsoft sempre ter sido um alvo de ações antitruste nos Estados Unidos e na Europa.

Em sua denúncia, a empresa de Bill Gates alega que a Google pratica um “padrão de atitudes” que prejudica a concorrência de forma desleal.

A Google controla mais de 90% do mercado de publicidade em buscas de internet na Europa, bem à frente da ferramenta Bing, da Microsoft, que luta para solapar participação de mercado da rival.

A Google já está sob investigação da Comissão Europeia após ter sido denunciada por três pequenas empresas, entre elas uma que pertence à Microsoft.

A firma de Mountain View procurou não refutar publicamente as acusações da Microsoft, mas deu sinais de que não está muito preocupada com elas.

– Não nos surpreende que a Microsoft tenha feito isso, pois uma das empresas que fizeram a denúncia original pertence a ela – disse a porta-voz da Google Al Verney. – Continuamos discutindo o caso com a Comissão Europeia e ficamos felizes em poder explicar a todos como funciona nosso negócio.

A Comissão Europeia disse que irá rever as alegações da Microsoft.

“A Comissão toma nota da queixa e, como é o procedimento, informará a Google e pedirá sua opinião sobre o assunto. Nenhuma outra informação será dada”, afirmou o porta-voz da Comissão da União Europeia Amelia Torres, em comunicado enviado por e-mail.

(O Globo Online)