A Nasa divulgou um estudo nesta semana mostrando que a Groenlândia e a Antártida estão perdendo massa mais rápido do que o previsto e já superou os das geleiras das montanhas, causando uma alta no nível dos oceanos.

Apesar disso, um outro estudo desenvolvido por europeus revelou o contrário. Segundo a revista “Nature”, os gelos da ilha podem demorar mais que o previsto para descongelarem e o motivo seria um fenômeno chamado drenagem subglacial.

O estudo americano diz que em 2006 os polos perderam massa de 475 gigatoneladas por ano, o que seria suficiente para elevar o nível global do mar em cerca de 1,3 milímetro ao ano, comparados as gigatoneladas que as geleiras da montanha perdem em média.

A análise da Nasa foi feita entre 1992 e 2009 e descobriu que anualmente as camadas de gelo dos polos perderam cerca de 36,3 gigatoneladas a mais que o ano anterior.

“Que as camadas de gelo serão a principal causa do aumento do nível do mar no futuro não é surpreendente, já que possuem uma massa de gelo muito maior que as geleiras da montanha”, disse o autor do estudo, Eric Rignot, da Universidade da Califórnia.

“O surpreendente é que esta maior contribuição das camadas de gelo já está ocorrendo”, completou.

“Se as tendências atuais continuarem, é provável que o aumento do nível dos oceanos seja significativamente maior que os projetados pelo Grupo Intergovernamental de Analistas sobre a Mudança Climática em 2007”, finalizou Rignot.

(Portal do Sidney Rezende)

Anúncios