Os shopping centers do país esperam criar 69,3 mil novos empregos diretos nas lojas durante este ano. Os trabalhadores irão atuar nos 33 centros comerciais que serão inaugurados em 2011, de acordo com dados da Alshop (associação de lojistas de shoppings). Esse número representa uma expansão de 24,2% com relação a 2010 (55,8 mil).

Do total de vagas neste ano, 66 mil serão criadas em lojas e 3.300 nas áreas de administração dos empreendimentos. Para Luís Augusto Ildefonso da Silva, diretor de Relações Institucionais da Alshop, haverá ainda a criação de outros empregos nos shoppings já existentes devido às expansões, mas ele preferiu não estimar números.

Segundo o executivo, a indústria de shoppings está tendo uma forte expansão por causa da demanda em alta, puxada pelo consumo das classes C e D.

O setor emprega 995 mil colaboradores diretos em lojas e outros 80 mil nas administrações do empreendimentos, totalizando 1,075 milhão de trabalhadores. São 766 shoppings em operação.

Em todo o país, há 124 shoppings em obras, sendo 47 no Estado de São Paulo e 19 na Grande São Paulo. Eles abrirão as portas até 2013.

A média mensal de frequentadores é estimada em 450 milhões de pessoas.

Pelos critérios da Alshop, o país tinha 766 shoppings em 2010. Para a Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), o número é menor (408) porque ela só considera os que têm área vendável superior a 5.000 metros quadrados. Locais vistos como shoppings pela Alshop são galerias para a Abrasce.

(Folha Online)

Anúncios