Rio – Terminou com três pessoas presas por exercício ilegal da profissão e quatro academias de ginástica interditadas a fiscalização desencadeada por policiais da Delegacia do Consumidor (DECON) na manhã desta quarta-feira em São Gonçalo, município da Região Metropolitana do Rio.

O objetivo da operação era vistoriar 15 academias de ginásticas para verificar a atuação de falsos profissionais e a venda irregular de suplementos alimentares nesses estabelecimentos.

A primeira academia visitada foi a Strong, onde a polícia constatou que a documentação estava irregular e que as aulas eram dadas por professores não habilitados para tal. Outro estabelecimento verificado, a Via Forma, não tinha alvará de funcionamento e nem licença para vender os produtos.

Outras duas academiais, a Big Corpore e a Bioritmo, também foram interditadas por não possuírem autorização para funcionarem e por empregar professores que não eram profissionais de Educação Física.

Os detidos foram levados para a sede do Decon, de Niterói, onde foram autuados por exercício ilegal da profissão.

A ação contou com a participação de duas equipes da especializada, duas de funcionários da Vigilância municipal daquela cidade e outras duas do Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região – que abrange os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

(O Dia Online)

Anúncios