A deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) admitiu nesta segunda-feira que recebeu caixa dois para bancar a campanha eleitoral de 2006, quando foi eleita deputada distrital.

Ela aparece em vídeo recebendo dinheiro do delator do mensalão do DEM, Durval Barbosa.

Em nota, Jaqueline disse que recebeu dinheiro de Barbosa e não registrou na Justiça Eleitoral. “Durante a campanha eleitoral de 2006, estive algumas vezes no escritório do senhor Durval Barbosa, a pedido dele, para receber recursos financeiros para a campanha distrital, que não foram devidamente contabilizados na prestação de contas da campanha”, escreveu a deputada.

À época do vídeo, Barbosa era presidente da Codeplan (Companhia de Planejamento do Distrito Federal), nomeado pelo pai de Jaqueline, o ex-governador Joaquim Roriz.

A deputada, contudo, preferiu não comentar o vídeo em que aparece recebendo o dinheiro de Durval Barbosa. “Aguardo a resposta do Supremo Tribunal Federal sobre o pedido dos meus advogados para tomar conhecimento completo do teor do vídeo.”

Jaqueline disse ainda que, por “recomendação médica”, estará em licença da Câmara dos Deputados por cinco dias.

(Folha Online)

Anúncios