O advogado de defesa do modelo Frederico Safadi, preso pelo assassinato do designer e arquiteto Flavius Durval Lessa, 47 anos, ocorrido no último dia 04, afirmou que o crime foi passional. De acordo com Rodrigo Ferro, a vítima estaria ameaçando contar à sociedade o romance dos dois e o modelo com receio de ter o relacionamento afetivo descoberto praticou o crime.

Frederico Safadi e Flavius Lessa

“Há um mês ele tentou terminar a relação com o Flavius. Mas ele não aceitou e fez chantagem. Ele [Flavius Lessa] disse que contaria para todos sobre o caso deles, que era sigiloso”, revelou o advogado em entrevista à Rádio Gazeta AM na tarde desta quinta-feira.

De acordo com o advogado, o arquiteto que era agenciador da carreira do modelo também garantiu que acabaria com a carreira de Fred Safadi, como é conhecido no mundo da moda. Safadi e a vítima mantinham um relacionamento de dois anos que estava abalada, segundo amigos da vítima.

Safadi teve a prisão decretada pela Justiça alagoana, na última terça-feira e se entregou à polícia na tarde de hoje. O modelo está preso na Casa de Custódia de Maceió.

Crime

O arquiteto Flavius Lessa foi encontrado morto, na noite da última sexta-feira (04), dentro de seu carro, com um profundo corte no pescoço, no Benedito Bentes.

A missa de sétimo dia do designer acontece hoje, às 20h, na Igreja de São Pedro, no bairro da Ponta Verde.

(Portal Primeira Edição)

Anúncios