Há poucos dias dos desfiles do grupo Especial na Marquês de Sapucaí, o mundo do samba especula quais seriam as agremiações favoritas a ficar com o título de grande campeã do carnaval carioca em 2011. O desfile de escola de samba é um julgamento subjetivo, que envolve fatores de gosto individual, principalmente no que tange aos chamados quesitos plásticos, como fantasias e alegorias.
Mesmo assim é possível, através da temporada de Ensaios Técnicos e dos trabalhos nos barracões, apontar as escolas favoritas a brigar pelo título e pelas vagas no Sábado das Campeãs, já que excepcionalmente em 2011 não haverá rebaixamento devido ao incêndio que praticamente destruiu os trabalhos de três escolas: Grande Rio, Portela e União da Ilha. Estas não serão julgadas neste carnaval. Abaixo traço aqui no Futebol e Samba alguns grupos de escolas, respeitando qual a condição de cada uma no desfile, segundo minha opinião.
 
 
Favoritas ao Título: Acredito que a campeã de 2010 Unidos da Tijuca é a adversária a ser batida neste carnaval. Com um enredo que tem a cara de Paulo Barros e da escola (os filmes de terror) a escola do Borel vem com muita força para o bi. Favorita quase vitalícia do carnaval carioca, a Beija-Flor é a agremiação que tem mais possibilidades de tomar o reinado da escola de Fernando Horta. O povo de Nilópolis está empolgado com a homenagem a ninguém menos que Roberto Carlos. Com a organização de sempre e a emoção que vai tomar a avenida, a Beija-Flor tem que ser respeitada!
 
 
Correndo por Fora: Com reais possibilidades de brigar nas primeiras colocações e quem sabe incomodar as francas favoritas, eu colocaria mais duas escolas. A Vila Isabel, que vem falando sobre o cabelo, fez dois ensaios excelentes na Sapucaí e tem um dos melhores sambas do ano. O Salgueiro tem na minha opinião o melhor samba do Grupo Especial e vai brigar forte pelo título também. Renato Lage vai contar na avenida o Rio no cinema. Como diz o samba da Vila, é bom respeitar as duas.
 
 
 
Azarãs: Escolas que estão sendo comentadas, mas que são azarãs são a Mangueira, a Mocidade e a Porto da Pedra. Esta última tem um de seus melhores sambas nos últimos anos e vai contar a vida de Maria Clara Machado. A Mocidade fez dois ensaios regulares, mas pode se beneficiar pelas “ausências” de Grande Rio, Portela e Ilha e beliscar uma vaga nas Campeãs. A Mangueira, deste grupo que citei, é a que vejo com maiores possibilidades de chegar longe. Um samba muito bom, dois ensaios excelentes e um tema que vai emocionar: o baluarte Nelson Cavaquinho. A Mangueira sempre causa frisson!
 
 
O que vier é lucro: Sem o rebaixamento este ano, Imperatriz e São Clemente devem ficar naquela região de conforto. Se fizerem um desfile empolgante quem sabe podem sonhar com uma vaguinha no Sábado das Campeãs. A escola de Botafogo vai cantar o próprio Rio em seu desfile e foi muito beneficiada pelo não descenço. A verde e branco de Ramos vai narrar a história da medicina e infelizmente não repetiu o bom samba de 2010. Para essas, o que vier é lucro.
Sem dúvida o momento de maior expectativa e emoção está reservado justamente para aquelas escolas que sequer serão julgadas. Quando Portela, União da Ilha e Grande Rio cruzarem a Marquês de Sapucaí, não tenho dúvidas de que protagonizarão um dos momentos mais emocionantes de toda a história do carnaval carioca. A superação dos componentes depois do terrível incêndio na Cidade do Samba é algo louvável!

 

Que venha o carnaval!

(Blog Samba com Futebol)