O senador Inácio Arruda (PCdoB) reagiu ontem à possibilidade de o governador Cid Gomes (PSB) abraçar uma possível candidatura de seu irmão, Ciro Gomes (PSB), para o Senado Federal em 2014. Na tese de Inácio, Cid estaria motivado por um desejo de “resgatar” Ciro do “ostracismo” em que se encontraria o ex-deputado federal.

“O governador fica procurando uma maneira de resgatar o irmão, achando que ele fica em situação de ostracismo. Eu não acho assim não. O Ciro já é uma personalidade, estando com ou sem mandato. Sempre que tem uma disputa nacional, aparece o nome do Ciro”, comentou Inácio, em conversa com O POVO na tarde de ontem.

Uma possível candidatura de Ciro para o Senado iria de encontro aos interesses de Inácio, já que o senador é o atual titular da vaga que será aberta em 2014 e pode ser candidato à reeleição.

“Se você não põe a pessoa na cena politica, fica a ideia de que a pessoa está abandonada, largada. Isso é mais um sentimento afetivo, uma ligação muito forte entre todos eles, que são irmãos”, completou.

Sem ter obtido aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para disputar a Presidência da República no ano passado, Ciro terminou seu mandato de deputado federal e ficou sem cargo a partir de 2011. A presidente Dilma Rousseff (PT) ainda ofereceu-lhe a titularidade do Ministério da Integração, – indicação recusada por Ciro.

Inácio – que considera sua candidatura à reeleição em 2014 apenas como uma “probabilidade” – explicou que consolidar a candidatura para o Senado será um processo difícil. “As coisas do nosso lado são sempre muito complicadas. Provavelmente vai ser assim na próxima vez. Mas isso é saudável porque se você tem mais nomes na disputa, ela fica mais interessante”.

 Sem medo

Diante da possibilidade de ter que concorrer com um candidato apoiado pelo governador, Inácio demonstrou não temer o embate: “Vai ser uma boa disputa”, afirmou, sorrindo. A possibilidade de Ciro ser candidato ao Senado em 2014 foi revelada por Cid no último dia 16, pela internet..

ENTENDA A NOTÍCIA
O embate entre Inácio Arruda (PCdoB) e Ciro Gomes (PSB) pela vaga de Senador em 2014 significaria um racha na ampla coligação pela qual Cid se reelegeu em 2010. Nela estão os maiores partidos, como PMDB, PSB, PT e PCdoB

 (Pedro Alves – O Povo Online)

Anúncios